fbpx
Imprimir esta página
Quarta, 02 Junho 2021 00:00

Placas de Bruxismo - Qual usar?

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

O dentista ajuda a identificar e a tratar o bruxismo, já que examina e indica um tratamento adequado para o paciente.

A placa de bruxismo, também chamada de placa de mordida ou placa miorrelaxante, é uma peça que ajuda as pessoas que sofrem com bruxismo a controlar os efeitos da doença, já que essa condição se manifesta de maneira involuntária. O dispositivo, feito sob medida para o paciente, protege a dentição e evita a pressão indevida sobre as arcadas dentárias.

Para que casos a placa de bruxismo é indicada?
Não é à toa que a placa de bruxismo é feita sob medida para os pacientes. O motivo é que serve exclusivamente para quem tem diagnóstico e indicação profissional para usar esse dispositivo específico. Por isso, pessoas que apresentam sintomas comuns da disfunção, como dores na dentição e na cabeça, além de desgaste na parte inferior dos dentes, devem fazer uma avaliação odontológica com urgência.

Quais são os tipos de placa de bruxismo?
até esse momento, você já sabe para que serve a placa de bruxismo. Então veja agora os tipos de dispositivos disponíveis no mercado odontológico para tratar essa disfunção.

Acrílica
A placa em acrílico, ou oclusal, como também é conhecida, é indicada para a maioria dos pacientes que sofrem com bruxismo. O material, por ser liso, protege a superfície dos dentes e controla o ato de ranger involuntariamente a dentição.

O acrílico também tem efeito sobre a retração da mandíbula, por isso é moldado exatamente para replicar os movimentos de abertura e fechamento da boca (função oclusiva).

Silicone

Em comparação com o acrílico, a placa de silicone é mais macia e se adapta facilmente à arcada dentária. Contudo, a indicação para esse tipo de dispositivo é bastante restrita, sendo recomendada para pacientes com bruxismo cêntrico . O motivo é que o material aumenta a pressão nos músculos da mastigação, controlando os sintomas.

 

Ler 248 vezes