Tel: (21) 2236-5023

Tel: (21) 99464-3368 whatsapp

Tratamento de CanalA Endodontia é a especialidade relacionada ao tratamento dos canais, infectados ou não. Dentro de cada dente há uma polpa que contém nervos e suprimento de sangue para os dentes. A polpa infectada por cárie deve ser removida do dente e dos canais de cada raiz. Então o restante do dente é preenchido com um material obturador para que não ocorra mais infecção.

Todos os dentes que passaram por um tratamento de canal devem ser protegidos por uma restauração ou coroa. Senão pode ocorrer uma reinfecção deste canal.

O que é tratamento endodôntico, ou tratamento de canal?

É a remoção do tecido mole que se encontra na parte mais interna do dente (câmara e canal), e que recebe o nome de polpa. Esta pode estar sadia ou infectada e, ao ser removida, é substituída por um material obturador.

O dente morre depois do tratamento?

Não, pois todo o suporte desse dente permanece vivo: osso, membrana periodontal (fibras que fixam o dente ao osso) e cemento (camada que recobre as raízes).

O que poderá ocorrer se tratamento endodôntico não for realizado?

Poderá se desenvolver uma lesão na região apical (infecção na raiz e nos tecidos vizinhos), que poderá ter consequencias mais sérias, como dor intensa, inchaço, febre e bacteremia (bactérias na corrente sanguínea). A única solução a partir daí poderá ser a extração do dente.

O dente com tratamento de canal fica mais fraco?

Sim. Devido à perda de substância dentária, causada pela própria cárie ou pelo acesso que foi feito para que o endodontista pudesse remover o nervo, o dente fica mais fraco. Porém este "mais fraco" na maioria das vezes não causa maiores problemas se o dente for restaurado corretamente. Em certos casos o mais indicado é que o dente com canal tratado receba uma coroa para evitar problemas como a fratura do dente.


A Microscopia Odontológica é mais um dos constantes investimentos que fazemos para melhorar ainda mais a qualidade dos nossos atendimentos nos tratamentos de canal (endodontia) aos nossos pacientes.


 A utilização do microscópio no tratamento de canal (endodontia) confere maior precisão no diagnóstico, pois aliada à técnica ultrassônica, permite:

  • Ampla visualização até o forame apical (local principal por onde passa o feixe nervoso do dente);
  • Auxilia na identificação de canais calcificados e extras;
  • Diagnóstico de fraturas e micro trincas também é feito com o uso de microscopia e corantes como o azul de metileno, que realçam a visualização, que em condições normais são muito diminutas e difíceis de identificar;
  • Identificar e vedar perfurações nos canais de forma eficaz;
  • Limpeza dos canais e de estruturas como istmos e reentrâncias;
  • Localização de canais calcificados;
  • Localização e remoção de instrumentos fraturados dentro dos canais;
  • Maior acessibilidade de insertos específicos de ultrassom para limpeza da área comprometida;
  • Remoção de instrumentos fraturados e de pinos;
  • Visualização de canais adicionais, canais radiculares e istmos.

Quando estamos frente a uma cirurgia, a microscopia odontológica nos permite ser mais eficazes quando ao fechamento de cortes e obstruções realizadas, diminuindo cerca de 50% o pós-operatório do paciente. Nas restaurações dentárias, com o uso do microscópio odontológico, é possível evitar excesso de material ao preencher a cavidade com resina composta e adaptar da melhor forma o trabalho feito, dando maior conforto ao paciente e durabilidade ao tratamento realizado.

Microscopio 02A magnificação e a iluminação proporcionada pelo microscópio operatório, somada a habilidade do profissional para operá-lo de maneira adequada, proporciona mais segurança, qualidade e precisão na execução de procedimento clínicos, pois a visualização do campo de trabalho pode ser aumentada em até 40 vezes, em relação ao tamanho real. Além disso, a exposição das imagens pode ser feita simultaneamente em uma tela de vídeo, proporcionando uma melhor interação e diagnóstico, ou seja, com um aumento que varia de 2,5 até 40 vezes o tamanho da imagem, podemos visualizar o que antes era apenas uma imagem quase imperceptível e escura a olhos nus. Vale ressaltar que a microscopia aliada ao ultrassom viabiliza a limpeza de áreas antes não visualizadas e muito menos tratadas.  

Microscopio 03
Outro recurso tecnológico importante do Microscópio Odontológico é o Raio X digital, que continuam indispensáveis no tratamento de canal. O RX digital diminuiu o tempo de exposição do paciente à radiação em até 90 por cento, quando comparado com as radiografias convencionais. Sua imagem é instantânea e pode ser demonstrada em um computador ou mesmo em uma tela de TV, tornando-se um recurso didático para facilitar a compreensão do paciente. Além disso, as radiografias digitais não usam produtos químicos na sua revelação, contribuindo para a preservação ambiental.
O microscópio clínico odontológico também proporciona outra aplicação extremamente valiosa: a documentação dos casos clínicos. Pode-se obter um completo armazenamento e arquivamento de dados e de procedimentos clínicos. As gravações dos procedimentos executados podem servir como material educativo, além de constituírem amparo legal para o dentista e para o paciente.
Os nossos atendimentos de Tratamento Endodôntico (Tratamento de Canal) são realizados com as técnicas mais modernas existentes no mercado, como localizador eletrônico dos canais, ultrassom e microscópio clínico.Todos esses recursos são empregados para que você tenha o maior conforto e agilidade durante o procedimento.
 
Se você procura excelência em tratamentos odontológicos efetivos e eficazes, entre em contato conosco, porque temos absoluta certeza de que você ficará satisfeito com os resultados obtidos com o auxílio da microscopia odontológica no seu tratamento de canal! 

Dra. Marcia de Oliveira Cunha - Cirurgiã Dentista
Rua Santa Clara 50 - sala 604 – Copacabana – Rio de Janeiro