Tel: (21) 2236-5023

Tel: (21) 99464-3368 whatsapp

Quarta, 05 Junho 2019 10:50

Fluorose Dentária

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

A fluorose dentária é uma patologia que afeta os dentes e que se desenvolve durante a sua formação.

A fluorose é desencadeada pela presença em excesso de flúor, e manifesta-se ao nível do esmalte dentário na forma de manchas ou defeitos anatómicos.

É um problema que se evidencia logo no bebé ou em crianças, pois é no decorrer desta faixa etária que se dá a formação e desenvolvimento dos primeiros dentes, quer sejam dentes de leite, quer sejam dentes definitivos. No entanto, é um problema que continua a evidenciar-se em adulto, ou seja, é independente da faixa etária.

Sinais e sintomas

Um dos sinais mais evidentes e visíveis da fluorose dentária são a presença de manchas nos dentes que normalmente apresentam uma forma irregular e podem ter várias tonalidades consoante o seu grau de gravidade e intensidade.

Estas alterações comprometem a estética dentária e podem interferir na autoestima do indivíduo, principalmente nos casos mais severos.

Causas

Como principais causas para a fluorose dentária podemos apontar o consumo de água excessivamente fluoretada, ou certos alimentos e produtos industrializados, juntamente com a ingestão prolongada de algum tipo de gotas ou comprimidos contendo flúor. Pode ainda estar associado com a ingestão excessiva de dentífricos fluoretados durante a escovagem dentária.

De ressalvar contudo que a escovagem diária e frequente ao longo do dia não constitui motivo suficiente para o desenvolvimento de fluorose. O que poderá ser realmente motivo para o desenvolvimento desta patologia é a quantidade excessiva de ingestão prolongada do flúor contido na pasta dentífrica usada, que é variável, sendo que a quantidade de flúor existente nas diversas pastas dentífricas deverá ser a adequada à faixa etária correspondente.

Tratamento

Após o diagnóstico, o plano de tratamento deve ser instituído pelo médico dentista. O tratamento eleito deve levar em consideração a severidade do problema, a idade do paciente, o número de dentes afetados, entre outros fatores.

Um dos tratamentos de eleição é a microabrasão, um método muito pouco invasivo, pois produz um desgaste mínimo da superfície dos dentes, permitindo tirar apenas a parte superficial afetada. Complementarmente ou não, o tratamento pode também passar por clarear ou remover, com químicos, a camada mais externa do dente, por forma a homogeneizar a cor preservando assim a estrutura dentária. Este procedimento de branqueamento ou clareamento dos dentes pode compensar os resultados não conseguidos primariamente pela microabrasão.

Ler 153 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Matérias e Artigos

Gostou Curta!