Quarta, 21 Outubro 2015 16:32

Sintomas da Vida Moderna podem Comprometer seu Sorriso!

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Pegasus Web Sulution
Avalie este item
(0 votos)

Os sintomas da vida moderna podem gerar vários problemas dentários. Entre os hábitos que selecionamos, provavelmente você deve ter algum deles. Descubra o mau que cada um faz e procure acabar com ele de vez!

A vida moderna trouxe vários benefícios como a tecnologia, avanços na medicina… Mas ela também trouxe a correria diária. Entre as piores consequências da modernidade estão o estresse e o consumo excessivo de café durante a jornada de trabalho. Mas sabe o que é pior? Todos esses problemas atuais podem comprometer a sua saúde bucal.

1- FICAR ESTRESSADO
O estresse pode causar a queda da resistência do organismo, assim como aftas, gengivite ulcerativa e mau hálito. Outro sintoma é o bruxismo, ato de ranger os dentes de forma involuntária, que pode evoluir para problemas graves para a articulação e musculatura responsáveis pela mastigação. Quando o estresse afeta o fluxo e a composição salivar, pode aumentar a contração dos músculos de fechamento da boca. Quando o nível de estresse aumenta, muitas vezes altera os ciclos naturais de sono noturno, aumentando assim os hábitos parafuncionais de apertar e ranger os dentes, que são potencializados pelo estresse. Com o aumento desses exercícios compulsórios noturnos, os músculos são usados abusivamente e começam a apresentar sinais de cansaço, fadiga e dor, que pode ser reconhecida, dependendo do músculo afetado, como dor de cabeça ao acordar, dor e cansaço no rosto e articulações – essas dores podem, algumas vezes, se estender para a nuca e pescoço. No caso do ranger, pode haver um desgaste irregular e intenso dos dentes, obrigando a pessoa a procurar um dentista para restaurar os pedaços perdidos para não comprometer a mastigação. O tratamento do estresse é complexo, e quando o nível de tolerância é ultrapassado pode requerer psicoterapia e medicações administradas pelo médico. O dentista pode ajudar indicando o uso da placa de mordida, medicações e fisioterapia. Vale lembrar que cada consequência do estresse demanda um tratamento específico para o caso.

2- FUMAR
Além dos diversos prejuízos para a saúde como um todo, desde a aparência da pele até problemas no aparelho respiratório, fumar pode causar várias lesões bucais que podem evoluir para o câncer, problemas periodontais e manchamento dos dentes devido a inalação dos ingredientes da fumaça do cigarro. Isso sem mencionar o mau hálito. As substâncias do cigarro são extremamente irritantes para as mucosas da boca e deixam a gengiva mais suscetível a bactérias que caem na corrente sanguínea e causam problemas no coração. Para os portadores de implantes, o hábito de fumar pode alterar a cicatrização e dá maior risco de perda de implantes. Em pacientes fumantes, o controle na higiene oral deve ser rigoroso, além de ser válido motiválos a parar de fumar. O recomendado é realizar uma limpeza nos dentes para eliminar todas as manchas e, se alguma consequência já estiver instalada, o tratamento vai desde uma manutenção periodontal até a excisão de tumores com tratamentos específi cos para o câncer bucal.

3- ROER AS UNHAS
Além de ser um hábito nada higiênico, roer as unhas prejudica a ponta dos dentes anteriores (da frente) porque ao quebrar as unhas, a pessoa gera um choque entre os dentes de cima e de baixo, fragilizando e fraturando o esmalte dentário das pontas. Isso sem mencionar que para os dentes se encontrarem é necessário projetar a mandíbula um pouco pra frente e isso pode gerar um estresse na articulação temporomandibular (que abre e fecha a boca), podendo gerar dores na região próxima aos ouvidos, e também em casos mais severos, dores de cabeça. Esse desgaste pode ser reparado, dependendo do seu tamanho, de uma forma simples com uma restauração ou de uma forma mais abrangente, com faceta ou coroa total no dente afetado. Como o importante é abandonar o hábito, vale usar esmaltes próprios – aqueles com sabor desagradável – e até apostar nas receitinhas caseiras como passar pimenta nos dedos. Se mesmo assim não conseguir, recorra ao seu dentista para usar uma placa de silicone ou acetato em tempo integral por uma ou duas semanas, até que o hábito não exista mais.

4- COMER JUNK FOOD
Muita gente recorre aos hambúrgueres, pizzas e esfihas na correria. Ok, eles são deliciosos, mas por serem industrializados são ricos em carboidratos e açúcares. Eles não interferem diretamente nos dentes – o problema é a má higienização após consumí-los. Esses alimentos aderem facilmente aos dente. Sua não remoção aumenta a acidez da saliva e, juntamente com as bactérias da boca, começa a deterioração dental.

5- MASCAR CHICLETE O TEMPO TODO
Você certamente já ouviu diversas vezes que o chiclete faz mal aos dentes. E não é para menos, já que ele tem açúcar na composição, pode aumentar a incidência de cáries e erosão ácida. Mas não pense que se ele for livre de açúcar não tem problema nenhum… A mastigação de chicletes como hábito cansa a articulação temporomandibular pelo esforço contínuo e pode gerar dores na própria articulação, dores de cabeça, pescoço, ouvido e em casos mais severos até nas costas. Em alguns casos as pessoa se acostumam tanto em mascar o chiclete que acabam desenvolvendo o bruxismo – hábito em que a pessoa
range os dentes ou os pressiona. Após a constatação da gravidade das consequências desse hábito, é preciso tomar algumas medidas que vão desde a interrupção do hábito até cirurgias para diminuir o tecido em excesso, passando por aplicação de botox nos músculos afetados e outros.

6- TOMAR MUITO CAFÉ
Os pigmentos do café podem causar manchas nos dentes. Outro problema é que a cafeínapode prejudicar o sono e causar o aumento do bruxismo, acarretando dores de cabeça, desgaste dental, inflamação gengival e deformação dos ossos da articulação, provocando falhas em uma ou mais estruturas que o compõem. Quem bebe bastante café e usa prótese, deve pedir que façam uma pigmentação na peça, já que essa bebida é uma grande vilã na manutenção das próteses confeccionadas com resina. As maneiras mais comuns de acabar com o escurecimento dos dentes é o clareamento dental e a troca das restaurações.

7- SEM TEMPO DE ESCOVAR OS DENTES
Uma escovação perfeita não tem um tempo pré-determinado e sim uma maneira adequada: fio dental, escovação e enxaguatório bucal. Portanto, dizer que falta tempo para se dedicar ao seu sorriso não é desculpa. Poucos minutos irão trazer benefícios para a vida inteira, já que dentes bonitos e saudáveis interferem na autoestima e na vida como um todo. As pessoas que tem implantes precisam ter mais atenção, já que o acúmulo de placa bacteriana na superfície dos implantes pode desencadear um processo inflamatório restrito à mucosa ou se estender ao tecido ósseo, comprometendo a manutenção da osseointegração e provocando perda do implante.

8- FALTA DE TEMPO PARA MARCAR CONSULTA
Quanto tempo faz que você não vai ao dentista? Se a resposta for mais de seis meses saiba que já passou da hora de marcar a consulta. E não use a falta de tempo como desculpa porque diversas clínicas já se adequaram a agenda dos pacientes e disponibilizam tratamentos no período noturno, em um dia ou finais de semana e até a visita do dentista em casa. Se ficar muito tempo sem consultar um especialista, pode ser que aconteçam agravamentos dos problemas. As limpezas dentárias realizadas a cada seis meses eliminam também a presença de tártaros e placa bacteriana, que podem causar problemas gengivais originando mau hálito e comprometendo também os contatos sociais .

Ler 953 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Matérias e Artigos

Gostou Curta!